quarta-feira, 13 de agosto de 2008

O sonho às vezes não dorme



Mesmo à distância

Tão perto te levo – é o pensamento

Que por você atravessa um deserto

E toca teu corpo em forma de vento



Brinco com teus cabelos feito criança

Que brinca o dia inteiro e não cansa de brincar

E como o sonho às vezes não dorme

Apareço na tua lembrança pra você também sonhar



Sonha junto comigo acordada

De tarde sentada olhando pro nada

Sonha de um jeito bom

E dê um sorriso de um jeito levada

Com essa boca enfeitada

De batom

1 comentário:

Inês disse...

Olá, Kisstina!

todas as vezes que venho tento deixar comentários mas sempre dá erro.Por sorte agora deu certo.

Que em teus sonhos tenhas sempre flores, porque já percebí que são estas uma paixão sua.
E que na sua realidade tenhas todas as suas paixões e que a cada dia novas e verdadeiras surjam e te façam feliz.

Beijo e mais uma vez, parabéns pela leveza e pela beleza de seu blog.

Beijos