sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Mentiras Desnecessárias


No caminhar tranqüilo de cada manhã

Com a paz da verdade contida na tranqüilidade



É certo que o há mentiras diárias nas relações de encontros

Mentiras de ontem, mentiras de hoje e mentiras que existirão

Por vício, por vaidade, por carência ou fraqueza
=
Ou até por um pouco de cada

Por tudo ou por tão pouco



Mentiras não conseguem correr e chegar à frente sempre

Mentiras são presas nuas



Aprecio a verdade que traz conforto

E acima de tudo

O caminhar tranqüilo a cada manhã que desperta


Regina Romeiro

1 comentário:

Elda disse...

Fiz um link do seu blog no meu. Gostei muito parabéns. As poesias de Regina Romeiro muito me agrada.