segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Eterna exagerada


Tenho vivido ao pé da letra o ‘dia-após-o-outro’
Jamais adornando os dias com os meus costumeiros exageros

Que conheço bem


Lucas Silveira

1 comentário:

Vinícius Bento disse...

Não enxergo exagero na prática de amar... Acredito - cegamente - que carinho demais e amor demais é muito melhor... Desconfio das pessoas que se dizem sufocadas pelas demonstrações de amor e carinho do parceiro (a). Simplesmente acredito que essa tal pessoa não merece ser agraciada com o calor, sabor, aroma e demais sensações extraordinárias que só um verdadeiro amor pode proporcionar...


Amo intensamente e se isso for exagero...

Sou culpado pela acusação de ser exagerado.