quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Retrospectiva...


-Menina do Jardim, é o teu nome?
- Sim. Eu sou a Menina do Jardim.
- Por quê Menina do Jardim?
- Porque tenho um jardim de várias flores, margaridas, violetas, rosas ...
- Hmmm?... Pelo que me parece é muito bom ter um jardim com várias flores. Não é?
- Bom sim, mas sabe? Ainda hoje eu tento de todas as formas por meio dessas novas e lindas flores amenizar a saudade da minha Flor Primeira.
- O que houve com ela?
- Quis protegê-la demais.
- (Silêncio.)
- Eu tinha uma flor única. Mas tinha tanto medo de perdê-la, que ela se foi!... E por ter tanto medo que isso acontecesse, quis protegê-la, quis ficar com ela só para mim, e a tirei do contato com o Sol, do vento, do contato com outras flores.
Ela adoeceu, murchou...
- Hmmm, entendo... mas a mim parece que o bom de ter um jardim, é que podemos a cada dia termos novas flores, ver nascer outra, e outra; por mais que flores lindas murchem e se vão, há sempre a oportunidade de vermos nascer outras: basta cuidarmos de todas de forma igual.
- Não. Cada flor que nasce em um jardim é única. E a flor que vem a seguir, nunca é igual a anterior.Eu queria aquela: aquela era a minha Flor Primeira.
- (Silêncio).
- E agora, o que vais fazer?
- Vou continuar a cuidar de todas as flores variadas do meu Jardim, e manter sempre viva a esperança de que terra seja bondosa comigo e me permita ver em uma manhã de Sol minha pequena Flor Primeira brotar e resurgir.

1 comentário:

Vinícius Bento disse...

A terra já está arada... A semente já foi escolhida... Só falta plantar, acompanhar o crescimento e, depois, colher os bons frutos. E assim caminha a vida.